top of page
  • leobalsalobre

Donato critica Ortega por querer fechar embaixada do Vaticano na Nicarágua e diz: “o comunismo mata"


Deputado federal Messias Donato. Créditos: Republicanos na Câmara

O deputado federal Messias Donato repudiou a decisão do ditador de Nicarágua, Daniel Ortega, de fechar a embaixada do Vaticano no país. A decisão, que ainda não foi efetivada, veio após o papa Francisco ter chamado o regime de “ditadura grosseira” e que Ortega tem um “desequilíbrio”.


“Mais uma vez o chefe de estado da Nicarágua mostra seu espírito ditatorial”, pontuou o deputado. Ele criticou as “vistas grossas” que muitas pessoas fazem em relação a ações “sorrateira e veladas da extrema-esquerda". “O comunismo destrói famílias, destrói uma sociedade por completo, destrói a fé. O comunismo mata”, afirmou.


Ele externou “solidariedade ao papa Francisco, a todos os católicos capixabas e dos quatro cantos do mundo e dizer que não podemos aceitar posturas como essa”.


“Vamos combater, com fervor, qualquer possibilidade de avanço dessa agenda no Brasil. Ordem, progresso, fé e liberdade!”, finalizou Messias Donato.

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page