top of page
  • leobalsalobre

Messias Donato critica cassação de Dallagnol e fim de hospitais de custódia


Deputado federal Messias Donato. Créditos: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O deputado federal Messias Donato lamentou recente decisão que cassou o mandato do deputado federal paranaense Deltan Dallagnol, que obteve 344 mil votos em 02 de outubro de 2022.


Messias classifica Deltan como um "um homem que trabalhou muito em prol do Brasil, fazendo justiça através da sua profissão, agindo sempre com isonomia e trabalhando para dar resposta ao povo brasileiro. Ele foi e é uma voz importante neste Parlamento e sempre será no coração dos brasileiros".


Ao mesmo tempo, ele criticou a resolução do Conselho Nacional de Justiça que acaba com os hospitais de custódia, colocando cerca de 5.800 criminosos, dentre eles matadores em série, assassinos, pedófilos e latrocidas, que cumprem penas em Hospitais Psiquiátricos de Custódia, para receberem tratamento com pessoas comuns.


"A pergunta que eu faço: se esse indivíduo, que estava preso sendo tratado por psicólogos, psiquiatras, recebendo o tratamento médico, quando estiver na rua, cometer um crime, quem será responsabilizado?", questionou Messias Donato.


"Em Provérbios 29:2 diz: 'quando os justos governam, alegra-se o povo; mas quando o ímpio domina, o povo geme' E a pauta que assumiram lá atrás de desencarceramento, a gente vê isso ser cumprido em 100 dias deste governo", finalizou.

4 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page