top of page
  • leobalsalobre

Messias Donato pede ao Itamaraty que considere o Hamas como organização terrorista


O deputado federal Messias Donato assinou indicação para o Ministério das Relações Exteriores declarar oficialmente o Hamas como organização terrorista.


Na justificativa do documento – de autoria do deputado Rodolfo Nogueira – os parlamentares afirmam que “o grupo Hamas é uma organização que tem como objetivo a destruição do Estado de Israel e a criação de um Estado palestino islâmico. A Organização terrorista é responsável por uma série de ataques contra Israel, incluindo o lançamento de foguetes e mísseis, atentados suicidas e assassinatos”.


Para eles, fica claro que o Hamas é “uma organização terrorista que não se importa com a vida de civis” e que está disposto “a usar a violência para atingir seus objetivos, um desses objetivos inclui a destruição do Estado de Israel”.


Os 61 deputados entendem que a classificação do Hamas como terrorista por parte do Itamaraty “é de extrema importância para que o governo brasileiro possa tomar medidas firmes contra a organização” como “o congelamento de seus bens e a proibição de suas atividades no país”.


Eles lembram ainda que, “além dos ataques terroristas contra Israel, o Hamas também é responsável por uma série de outras violações dos direitos humanos, incluindo a repressão da liberdade de expressão e de associação na Faixa de Gaza”.

11 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page