top of page
  • leobalsalobre

Messias Donato quer convocação de ministro dos Direitos Humanos para explicar presença em escola de samba que tem ligada ao PCC


O deputado federal Messias Donato assinou requerimento de convocação do ministro de Direitos Humanos, Sílvio Almeida, para que forneça explicações à Câmara a respeito de sua participação no desfile da escola de samba Vai Vai, de São Paulo, durante o carnaval de 2024, investigada por ligações a facções criminosas como o PCC.


A mesma escola, inclusive, foi a que protagonizou um desfile com pessoas fantasiadas de policiais do Batalhão de Choque, da Polícia Militar usando chifres e asas vermelho-alaranjadas, fazendo alusão a demônios.


Como se não bastasse, a Vai Vai apresentou uma réplica pichada da estátua de Borba-Gato, simulando fogo e fumaça nos pés e pernas do bandeirante.


Na justificativa, os parlamentares que assinam o documento de autoria do deputado federal delegado Paulo Bilynskyj lembram que há uma investigação de suposta ligação da Vai Vai com o PCC, tornando a escola de samba conhecida como o "reduto do crime organizado".



10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page