top of page
  • leobalsalobre

Posicionamento sobre a morte de enfermeira grávida no Espírito Santo


O deputado federal Messias Donato posicionou-se em suas redes sociais a respeito do assassinato da enfermeira Ísis, grávida de 08 meses.


Destaca-se que foi veiculado que haveria envolvimento de um PM do Espírito Santo na morte de enfermeira, o que foi descartado pela Polícia Civil. "De acordo com as investigações, não há indícios de participação de nenhum servidor que pertença ao quadro da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES)", afirma a PCES.


"Uma tragédia no nosso estado do Espírito Santo.


Expresso meus sentimentos pela trágica perda da enfermeira Íris, que estava grávida de 08 meses e foi brutalmente ass4ss1nada a tiros e teve seu corpo coberto de cal.


Mais uma barbaridade que nos choca e deixa indignados. Não há palavras para expressar a dor que sentimos.


Mas isso nos coloca em uma posição de responsabilidade ainda maior dentro do Congresso, porque nos mostra que precisamos focar em defender cada vez mais as mulheres, as crianças e punir, com todo rigor, esses can4lhas.


No ano passado aprovamos algumas matérias como o PL 5427/23, que aprimora a aplicação de medida protetiva, que sujeitará o agressor à monitoração eletrônica; o 419/23, que veda a redução do prazo de prescrição para crimes que envolvam violência sexual contra a mulher; e o PL 5781/23, que permite que o juiz, de ofício, decrete medidas cautelares, inclusive prisão preventiva, bem como converta a prisão em flagrante em preventiva, nos casos de crime praticado no âmbito de violência doméstica e familiar contra a mulher."

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page