top of page
  • leobalsalobre

Messias Donato aponta contradições do Governo Federal em recentes decisões pró-aborto



O deputado federal Messias Donato (Republicanos ES) apontou as contradições do Governo Federal na questão do aborto. Em audiência pública realizada com a ministra da Saúde Nísia Trindade na Câmara dos Deputados na última quarta-feira (19), ele lembrou que o presidente Lula, na campanha de 2022, havia se posicionado contra o tema.


"Na época, o atual presidente fez uma carta aberta aos evangélicos e pró-vidas. Na ocasião, ele disse que seria contrário ao aborto, a fechamento de igrejas e que os jovens tem que ser mantidos longe das drogas", ressaltou.


Donato apresentou as incoerências do governo que, mesmo com as falas do então candidato, tomou decisões que vão de encontro ao posicionamento da campanha eleitoral. "Em 13 de janeiro, o atual governo revogou uma série de portarias. Dentre elas, a 2.461 de 2020, que exigia o aviso às autoridades policiais para a realização do aborto nos casos previstos na Lei. No dia 17 de janeiro, o governo informou que seria desligado do Conselho de Genebra, aliança antiaborto firmada no governo anterior".


O parlamentar capixaba se colocou como defensor das vítimas do aborto. "A minha fala se dá em defesa daqueles que não podem falar. As pessoas que hoje são pró-aborto tem que agradecer a alguém que um dia resolveu, a essas mesmas que hoje são promotoras da morte, essas pessoas receberam uma chance pra poder sobreviver", finalizou.

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page