top of page
  • leobalsalobre

Messias Donato assina CPI do Arroz

O deputado federal Messias Donato assinou a criação de Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar possíveis irregularidades no leilão do arroz.


O documento, de autoria do deputado federal Zucco, destaca perplexidade pela decisão do governo federal importar um milhão de toneladas de arroz branco que é, para os parlamentares, "totalmente precipitada, demonstrando total desconhecimento em

relação à cultura. Antes da catástrofe, os produtores gaúchos já haviam colhido 83% da área plantada, ou seja, restavam 17% no campo".


Eles pontuam que o Rio Grande do Sul colherá uma safra superior a 7 milhões de toneladas, "garantindo o abastecimento do mercado nacional". E questionam: "qual o motivo de inundar o mercado brasileiro com 15% do que é consumido no ano inteiro? Se o objetivo é desmotivar os produtores e reduzir a área plantada, colocando em risco nossa segurança alimentar, então o governo federal está no caminho certo".


Além disso, há informações de que o arroz importado "teria sido produzido com fertilizantes e

defensivos não autorizados pela autoridade sanitária", o que "colocaria em risco o alimento que

chegará à mesa dos brasileiros".


Os deputados também consideram abuso de poder político o fato de que o produto será vendido com a marca do governo federal. "O presidente Lula vai gastar R$ 7,2 bilhões de reais do orçamento federal para vender arroz subsidiado, tabelado, com carimbo governamental. Recursos liberados por meio de crédito extraordinário, fora do limite da meta fiscal mas com impacto na dívida pública. O Palácio do Planalto virou o maior concorrente dos arrozeiros gaúchos", afirmam.


Além disso, há suspeitas de irregularidades no leilão do arroz e falta de transparência no processo, o que levou o governo federal a suspender o certame na última terça-feira (11). Além disso, o secretário de Política Agrícola, Neri Geller, foi demitido no mesmo dia.

5 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page