top of page
  • leobalsalobre

Messias Donato pede impeachment de ministro dos Direitos Humanos


O deputado federal Messias Donato e outros 46 deputados assinaram pedido de impeachment do ministro dos Direitos Humanos, Silvio Luiz de Almeida, pelo fato da pasta ter custeado passagens aéreas e diárias da dama do tráfico amazonense, Luciane Barbosa Farias, esposa do chefe do Comando Vermelho, Tio Patinhas.


A iniciativa é do parlamentar Rodrigo Valadares.


“Inaceitável que o Estado brasileiro seja feito de cobaia de facção criminosa, apesar de sabermos que temos um descondenado na presidência. Este pedido de impeachment precisa ser apreciado e concretizado, pelo bem da segurança, do respeito e da dignidade do povo”, esclarece Messias Donato.


Eles citam que ela foi condenada a 10 anos por associação ao tráfico de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro. O próprio Ministério Público do Amazonas afirma que ela é a operadora da facção Comando Vermelho e que exerce um “papel fundamental na ocultação de valores oriundos do narcotráfico”.


Além disso, ela preside o Instituto Liberdade do Amazonas, do qual a Polícia Civil aponta que ela usa para lavagem de dinheiro e obtenção de capital político para negociação com os entes governamentais.


Os deputados alegam que o ministro Silvio Almeida “procede de modo incompatível com a dignidade do cargo” e que “atenta contra a probidade na Administração Pública”, cometendo crime de responsabilidade tipificado na Lei 1.079/1950, nos artigos 9• e 13.


Se condenado, Silvio poderá perder o cargo em definitivo, bem como será proibido de exercer função pública por 08 anos, além de possíveis outras sanções judiciais.

23 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page